domingo, 6 de janeiro de 2013

2

Preá em Cruz é a praia oficial do Kitesurf, no Ceará



A praia do Preá, vila de pescadores, fica logo na entrada do Parque Nacional de Jericoacoara, faz parte do município de Cruz, com menos de 10 mil habitantes, está localizada no coração do Ceará. A pequena e famosa Praia do Preá, se desenvolve cada vez mais em infraestrutura e em turismo ecológico, que atualmente vive da extração da pesca. O mar de Preá é rico em pescados e crustáceos e abastece todas as Pousadas e Hotéis da região.
Está cercado por diversos atrativos naturais, como lagoas, coqueiros e mangues.  Considerada como a principal praia para atividades desportivas, sendo praia oficial do Kitesurf, Preá ainda não oferece uma vida noturna animada, mas proporciona um ambiente familiar junto à natureza do Parque Nacional de Jericoacoara. 
Os visitantes que chegam na Praia do Preá encontram ventos de 30 a 40 knots em boa parte do ano. Os principais meses para praticar kitesurf é de Julho à Dezembro.
Os ventos fortes em Preá surpreendem a todos, além de ser um atributo desta vila, é também uma característica convidativa para os velejadores do mundo inteiro direcionar-se ao verdadeiro paraíso de águas tranquilas e mornas. Outra característica essencial é que existe vários quilômetros de Praia e sem acidente geográfico e sem qualquer impedimento do velejador levantar a pipa e não é para menos o mar de Preá é off-shore, significa dizer que o vento sopra do mar para terra.
Durante a temporada de vento é possível cruzar com riders profissionais como Marcílio Brownie (BRA 105), Gollito (V 1), Andre Paskowski (G 2), além de locais como Ian Mouro (BRA 85), Chico Bento (BRA 83), Edvan Souza (BRA 250), entre outros.De Novembro a Março começa a temporada de ondas que geralmente, passam de 2 metros de altura e em dias de swell, quem gosta de wave riding, pode ficar o dia todo na água que é diversão garantida!

2 comente esta postagem:

Esporte e Cidadania disse...

Edson é bom poder ler o seu artigo referindo-se ao desporto que é a sua área de formação e sobre o Kite que no momento é uma das expressões desportivas que atrai e promove o turismo da região.
Desculpe o facto de eu aproveitar e usar a sua página e em consequência do seu artigo expôr algo que "sinto entalado na garganta" faz muito tempo. Sou moradora de há muitos anos aqui no Preá. Não sou nativa mas como tal já me considero e respeito a terra onde escolhi viver. E em termos de ecologia o Preá está completamente esquecido . Só se fala de Jericoacoara , lá é que é o máximo, blá, blá , blá... E foram tomadas medidas em Jeri no sentido de condicionar o transito automóvel pelas ruas da cidade. Completamente de acordo. Está certo assim.
No entanto recordo que o ideal e também o certo seria que fossem tomadas medidas no sentido que o transito automóvel fosse interditado na praia "DO PREÁ", porque o que ocorre é que todo esse tráfego automóvel que se verifica e que se passa só serve os interesses de Jericoacoara , de nada serve os interesses da localidade do Peá pois no momento estão a acontecer situações de extremo perigo tanto para os velejadores quanto para os banhistas e ou simplesmente frequentadores da praia para a prática de jogos ou caminhadas... Ninguém de são juízo permite a estada de crianças na praia tal é o receio que aconteça um atropelamento pois ninguém respeita quem está na praia .Passam a grande velocidade camiões de caçambas de transporte do lixo e de material para obras, todo o tipo de automóveis e motos num total desrespeito por quem está na praia e buzinando para que as pessoas saiam da frente...
Lembro ainda que estando o Preá "às portas de Jericoacoara" portanto inserido no famoso Parque Nacional , parque de cariz ecológico , seria de um todo recomendável que esse fluxo de transito fosse desviado para as duas alternativas existentes , elas estão lá desde sempre, passam pela parte de cima do Riacho Doce que é só por onde se pode passar quando a marés estão cheias ou altas...
Os crustácios de que fala, estão quase extintos pelo uso abusivo da praia como via rápida, como estrada ... e isso acarreta a extinção de outros seres marinhos que deles também fazem o seu sustento. A erosão que está a acontecer devido a essa passagem excessiva de carros , não permite a fixação de vegetação que retêm e mantem essa mesma sustentação de areias nem permite a nidificação tanto de aves como das tartarugas...Tempos houve em que era possível apreciar pela madrugada a desova das tartarugas assim como a eclosão dos ovos depositados na praia vendo as pequenas criaturas a caminho do mar...Alguém me indica onde se pode observar isso agora???
Bem, a acrescentar a profusão de lixo que se vê sendo levada da praia para o mar e sendo devolvida também pelo mar em quantidades absurdas, motivado também pelo desleixo pela parte das pessoas que que o jogam para a areia e aí o deixa...
Edson, o desabafo foi longo e entendo perfeitamente que não queira vê-lo postado aqui, mas eu não perco a oportunidade de apontar o que acho errado assim como gosto de ressalvar o que está bem feito, assim deste modo.
Creia que o respeito e muito como um professor e cidadão esclarecido que é.
Um abraço

Esporte e Cidadania disse...

Nossa querida leitora Maria Adélia, minha felicidade é imensa ao ver seu depoimento/Comentario aqui... Sou Cruzense com muito orgulho e estou muito mais orgulhoso por ter pessoas que não são daqui de nascimento, mas sim por opção, mas que se preocupa com nossa Praia. Este espaço foi criado com este intuito, obrigado pela participação e sua indignação já esta REGISTRADO E COMPARTILHADO em todas as redes sociais do ESPORTE E CIDADANIA, e conte comigo sobre o que você precisar para divulgar melhorias para nosso lugar.

Postar um comentário

Agora é com você. Você concorda? Diga aí o que achou desta postagem?

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger