quarta-feira, 6 de março de 2013

0

O preço da vida - por João Batista Freire


Depois de lê o excelente texto escrito por João Batista Freire quero compartilhar com meus visitantes ...
"A vida cobra um preço alto de quem não aprende a vivê-la. Estão aí os exemplos, frequentes demais, de gente do mundo artístico que se vai precocemente, vítima do desconhecimento sobre o que fazer da vida. Estou mais e mais convencido de que a educação, formal e informal, tem que, acima de tudo, ensinar-nos a viver. De que serve Geografia, História ou Educação Física se não forem para nos ensinar a viver? Claro que afirmar isso desencadeia uma série de cobranças sobre definições do que é viver. Seria algo mais ou menos como fazer tudo a favor da vida e nada contra ela. O que é corrosivo, o que destrói a vida, não pode ser feito. Amor pode, corrupção não pode; por aí. Nós da Educação Física deveríamos prestar mais atenção aos sinais que recebemos do organismo. Dói na região do pescoço, a coluna parece que vai quebrar, a ansiedade empurra nosso pé no acelerador. A vida não vivida dói, dói mesmo, fisicamente, dá-nos sinais, que teimamos em não considerar. Deveríamos todos lutar desesperadamente para, um dia, conseguir aquele trabalho que amamos. Nunca deveríamos desperdiçar nosso tempo livre; precisamos nos distrair, precisamos nos divertir. A festa, o jogo, o nada-fazer são tão importantes quanto todos os fazeres do trabalho. Trabalho e jogo, pilares de uma educação. Trabalho e jogo, pilares de uma vida sustentável."

0 comente esta postagem:

Postar um comentário

Agora é com você. Você concorda? Diga aí o que achou desta postagem?

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger