quarta-feira, 15 de junho de 2011

1

Córrego da Poeira: Escola resgata brincadeiras da comunidade.

BOLINHA DE GUDE OU JOGO DE BILA
O nome "gude" deriva de "gode", do provençal, que significa pedrinha redonda e lisa. É um jogo tipicamente infantil, que vem dos tempos do Império Romano e civilizações egípcias. Percorreu os séculos, chegando até os dias de hoje. Pelo Brasil à fora esse jogo é conhecido como “Fubeca, baleba, bilosca, birosca, bolita, buraca, cabiçulinha, firo, pirosca, ximbra, bute e berlinde.
 
NA EEF RAIMUNDO LUIZ DA SILVEIRA - CORREGO DA POEIRA - CRUZ/CE

Ao ver os alunos brincando de bilas no recreio ou antes de começar as aulas e até mesmo no final da tarde, é que despertou no professor Franciné Alves Freitas a ideia de se fazer um campeonato de bilas , então o mesmo chegou para a coordenação da escola e repassou a ideia e que foi aceita pela coordenação e os demais professores, e aproveitamos para realizá-lo nas aulas práticas de educação física com os alunos do 3º, 4º e 5º ano. Podemos constatar o quanto está sendo produtivo pois há bastante empolgação e interesse de todos , meninos e meninas brincam juntos , não apenas por se tratar de campeonato, mas por que houver este grande interesse por parte deles mesmos.

"Teco, teco, teco teco, Teco na bola de gude, Era o meu viver, Quando criança no meio da garotada, Com a sacola do lado, Só jogava pra valer"
(Música que fez sucesso na voz de Gal Costa)

JOSÉ VALDERI NASCIMENTO – COORDENADOR, JUNHO DE 2011.

O brincar é, para a criança, um impulso natural no qual ela exercita sua vontade de descobrir...
 
Na brincadeira, a criança envolve-se, assume papéis, experimenta possibilidades

É fundamental garantir às crianças na escola e na família não apenas momentos e materiais que possibilitem o exercício do brincar...

...mas também estímulos que a auxiliem a desenvolver suas potencialidades de maneira lúdica e prazerosa.
Meninos e meninas, brincando junto, principio do Esporte Educacional

A alegria era visivel nas crianças

O resgate de brinquedos e brincadeiras tradicionais, sua produção e as possibilidades de exploração por eles oferecidas

pois além de fazerem parte da cultura da infância, podem estimular a criatividade, a coordenação motora, a imaginação, a percepção visual, auditiva e tátil e a concentração.

No jogo de bila, além de trazer elementos de cultura, permite um amplo trabalho de aquisição de vocabulário verbal e corporal.

... através da observação dos brinquedos que têm em casa, de conversas com os pais sobre os brinquedos de que gostavam em sua infância, é muito produtivo, considerando que este é um tema altamente significativo e mobilizador para as crianças,

A importância de valorizar as brincadeiras e brinquedos tradicionais da infância com suas crianças, dando-lhes o tempo, o espaço e a oportunidade de brincarem, de serem crianças e de viverem uma infância que merecerá ser lembrada no futuro como feliz e repleta de brincadeiras.

1 comente esta postagem:

MCHELE FREITAS disse...

Que ótima inicativa do Professor Franciné,pois transformou a brincadeira das crianças em uma divertida atividade física!

Postar um comentário

Agora é com você. Você concorda? Diga aí o que achou desta postagem?

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger